Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

No Comments

O fenómeno da bola - brnd.ws

Eu, que acompanho as notícias da lusolândia de longe com leituras apressadas de algum jornal diário, estou um pouco farto dessa categoria de comentadores que despreza o mundo da bola sem se calhar se aperceber que ao exteriorizar o seu desprezo estão também eles a tornar-se parte do fenómeno.

A moda não é nova e surge de cada vez que ocorre algum evento futebolístico de maior importância. Nessa altura vemos esses comentadores a clamar contra o país, o povo, os políticos, o governo, os jornalistas e os comentadores (os outros, claro!) por deixarem os problemas importantes do país para segundo plano e focarem-se no futebol. Claro que isto vem sempre com a expressão ‘isto só aqui’ que nem sequer é verdadeira porque nos vários países que já conheci acontece o mesmo. Excepção talvez para os Estados Unidos que não têm grandes eventos de selecção com os quais a populaça vibre.

Mas a outra piada deste fenómeno acontece quando Portugal perde, o que sempre aconteceu uma vez que nunca ganhámos nada nestas coisas do futebol de selecção. Invariavelmente, vêm os comentadores fazer todo o tipo de leituras políticas sobre o fenómeno. Desta vez era hilariante ler coisas como que foi uma humilhação para os nossos emigrantes porque perdemos contra as selecções dos que são patrões deles. Por essa leitura, sempre que ganhámos ao Luxemburgo por 6 secos infligimos uma humilhação histórica a esses patrões e os portugueses emigrantes sentir-se-ão de repente recompensados de anos de humilhação. Mas esperem aí, não são estes emigrantes que sempre elogiam os tais patrões e os países que os acolheram e permitiram que reconstruíssem a vida? Pormenores.

Pode ser da distância mas o circo político em Portugal parece-me cada vez mais ridículo e desalentador.

Submit a Comment